sexta-feira, 19 de maio de 2017

Fantaspoa: Grade de Horários




A Cinemateca Capitólio Petrobras é uma das principais casas da décima terceira edição do Fantaspoa. Aqui serão realizadas 62 sessões com muitos filmes inéditos na América Latina, em 26 exibições comentadas com diretores e produtores. Entre os destaques, Sessões Petrobras da Meia-Noite com dois clássicos, Hardware - O Destruidor do Futuro, do sul-africano Richard Stanley, e Canibal Holocausto, do italiano Ruggero Deodato, e exibições dos filmes dos três diretores homenageados desta edição, Katt Shea (Strip-Tease da Morte), Jeff Lieberman (Pouco Antes do Amanhecer) e Bill Plympton (Eu me Casei Com Uma Pessoa Estranha!). Também acontecem sessões das mostras competitivas (Ibero-Americana e Internacional) com alguns dos filmes mais aguardados da temporada, como The Void, dos canadenses Jeremy Gillespie e Steven Kostanski, e The Mole Song 2: Hong Kong Cappricion, do cultuado diretor japonês Takashi Miike. A sessão de abertura acontece no dia 19 de maio, às 21h30, com o filme O Livro de Birdie, da diretora inglesa Elizabeth E. Schuch. A noite de encerramento acontece no dia 4 de junho, às 21h30, com a exibição do filme Tragedy Girls, do diretor canadense Tyler MacIntyre. Confira a programação completa no site do festival – http://www.fantaspoa.com/2017/!

GRADE DE HORÁRIOS
19 de maio a 04 de junho de 2017
PREÇO ÚNICO R$ 10,00

19 de maio (sexta)
15h – Salvando Sally
17h – O Morto Conta a Sua História
19h – The Mole Song 2: Hong Kong Cappricion
21h30 – O Livro de Birdie

20 de maio (sábado)
15h – The Lure
17h – The Void
19h – Assassination Classroom 2: A Formatura
21h30 – 13 Histórias Estranhas 2

21 de maio (domingo)
15h – 1974: A Possessão de Altair
17h – 13 Histórias Estranhas 2
19h – Cinelab - Pré-Estreia 3ª Temporada
21h30 – A Repartição do Tempo

23 de maio (terça)
15h – Fashionista
17h – Sem Nome
19h – The Mole Song 2: Hong Kong Cappricion
21h30 – O Morto Conta a Sua História

24 de maio (quarta)
15h – Miruthan
17h – Salvando Sally
19h – Assassination Classroom 2: A Formatura
21h30 – 1974: A Possessão de Altair

25 de maio (quinta)
15h – Interchange
17h – O Invisível
19h – Esta Pedra Gigante de Papel Machê é Realmente Muito Pesada
21h30 – Psiconautas, as Crianças Esquecidas

26 de maio (sexta)
15h – Freddy Eddy
17h – The Lure
19h – Ron Goossens, Dublê de Baixo Orçamento
21h30 – Vovó Está Dançando na Mesa

27 de maio (sábado)
15h – Psiconautas, as Crianças Esquecidas Just Before Dawn
17h – Just Before Dawn
19h – Terror 5
21h30 – Mexico Bárbaro 2
23h55 – Holocausto Canibal (GRATUITO–SEM VENDA ANTECIPADA)
28 de maio (domingo)

15h – Mexico Bárbaro 2
17h – Terror 5
19h – Interchange
21h30 – Freddy Eddy

30 de maio (terça)
15h – Vovó Está Dançando na Mesa
17h – Querida Irmã
19h – Miruthan
21h30 – Strip-Tease da Morte

31 de maio (terça)
15h – A Repartição do Tempo
17h – Don't Kill It
19h – Fashionista
21h30 – Querida Irmã

01 de junho (quinta)
15h – The Void
17h – Esta Pedra Gigante de Papel Machê é Realmente Muito Pesada
19h – Sem Nome
21h30 – Replace

02 de junho (sexta)
15h – Replace
17h – Ron Goossens, Dublê de Baixo Orçamento
19h – Jogo da Morte
21h30 – Dave Fez um Labirinto

03 de junho (sábado)
15h – Dave Fez um Labirinto
17h – Jogo da Morte
19h – A Noite do Virgem
21h30 – Don't Kill It
23h55 – Hardware - O Destruidor do Futuro (GRATUITO–SEM VENDA ANTECIPADA)

04 de junho (domingo)
15h – O Invisível
17h – A Noite do Virgem
19h – Eu me Casei Com Uma Pessoa Estranha!

21h30 – Tragedy Girls

terça-feira, 16 de maio de 2017

Fantaspoa 2017



Fantaspoa 2017 apresentará mais de 100 filmes entre 19 de maio e 04 de junho, muitos deles com sessões comentadas pelos diretores

O festival homenageia os diretores norte-americanos Katt Shea, Jeff Lieberman e Bill Plympton, aposta em atividades de inclusão e capacitação e enfatiza a presença feminina no cinema de gênero

O Fantaspoa vem construindo sua história há 13 anos. A cada edição percebemos maior envolvimento de seus curadores e equipe e uma adesão cada dia mais representativa da comunidade. Durante o festival, Porto Alegre respira cinema. Não é incomum cruzarmos com grupos de amigos saindo de uma sessão de cinema, ou ouvirmos discussões acerca do tema em mesas de bares e restaurantes da cidade. Também não é raro ouvirmos outros idiomas ou sentarmos à mesa de uma churrascaria típica e nos depararmos com cineastas famosos, que estão na cidade para curtir o festival e apresentar seus filmes. Toda essa movimentação reforça que o caminho é esse e que o Fantaspoa tornou-se um dos grandes festivais mundiais do gênero e está sediado aqui, em Porto Alegre.

A décima terceira edição, apresentada pelo Ministério da Cultura e pela Petrobras e patrocinada pelo Banrisul e pela Enerfín do Brasil, terá em sua programação mais de 100 filmes, entre longas e curtas-metragens, provenientes de 30 países. Serão mais de 120 sessões de exibição, sendo 40 delas com presença de diretores, produtores, atores ou roteiristas dos filmes apresentados, que conversarão com o público, de forma a aproximar os espectadores dos realizadores de cinema. Reafirmando o seu foco curatorial e mantendo o compromisso de disponibilizar ao público filmes que dificilmente encontrariam distribuição nacional, 49 longas-metragens serão exibidos pela primeira vez no Brasil durante o Fantaspoa. Desses, dois terão sua primeira exibição pública no mundo, enquanto que 35 estarão em première latino-americana e 12 em première nacional. As obras já exibidas nacionalmente nunca foram disponibilizadas ao público em nenhum cinema de Porto Alegre.

O XIII Fantaspoa homenageará o diretor norte-americano Jeff Lieberman, cuja sólida e respeitada filmografia conta com cultuadas obras do cinema de gênero; o diretor norte-americano Bill Plympton, o maior animador independente do mundo, com uma carreira multipremiada que conta com duas indicações ao Oscar; e Katt Shea, também norte-americana, que é uma das mais proeminentes e bem-sucedidas vozes do cinema fantástico dos anos 1990. Todos os homenageados estarão presentes no evento e participarão de sessões comentadas após as sessões. O público terá a oportunidade ímpar de participar, gratuitamente, de workshop de direção cinematográfica ministrada por Katt Shea; e de masterclass sobre animação com Plympton.

Além das atividades de formação citadas, o Fantaspoa promoverá um workshop de atuação ministrado pelo argentino Emiliano Romero (multipremiado diretor de cinema, também professor de atuação); um workshop de produção cinematográfica, ministrado pela suíça Annick Mahnert (atuante no cinema de gênero da atualidade); um workshop de efeitos especiais com ênfase em pirotecnia e tiro falso para cinema, televisão e publicidade, ministrado pelo argentino Franco Burattini (requisitado especialista em efeitos especiais de seu país); e uma masterclass de storyboard, ministrada pela norte-americana Elizabeth Schuch (diretora de cinema e artista plástica, que trabalhou no desenvolvimento de storyboards de filmes como Mulher Maravilha e Pacific Rim: Uprising). Todas as atividades de formação oferecidas serão gratuitas.

A curadoria da décima terceira edição do Fantaspoa destaca a atuação feminina na sétima arte. Se a indústria cinematográfica como um todo é dominada pela presença masculina nas posições hierárquicas mais elevadas, a produção de cinema de gênero é ainda mais androcêntrica. Mas há atualmente uma gradual mudança positiva nesse sentido, que se percebe na seleção deste ano, com nada mais nada menos que quinze mulheres assinando a direção de longas-metragens. Sete delas participarão presencialmente do evento e conversarão com o público sobre suas obras, além da produtora Annick Mahnert, que representará a laosiana Mattie Do. Além disso, na sessão de abertura do evento será exibido “O Livro de Birdie”, dirigido pela norte-americana Elizabeth Schuch e que conta com elenco totalmente feminino. O filme, em que o Fantaspoa assina a produção, obteve uma ótima recepção em sua estreia, na quadragésima edição do importante Festival de Gotemburgo, e lançou o nome de Elizabeth como uma das mais promissoras vozes da sétima arte da atualidade.

No Instituto Goethe de Porto Alegre, será realizada a tradicional sessão musicada com o clássico Da Aurora à Meia-Noite, de Karl Heinz Martin, musicado ao vivo pela talentosa banda Marcelo Fruet e os Cozinheiros, uma das revelações musicais gaúchas dos últimos anos, presente em festivais pelo mundo, além de ter recebido quatro Prêmios Açorianos de Música e um troféu de Melhor Música Original no Festival de Gramado. A trilha sonora executada ao vivo durante a projeção foi criada pelo grupo exclusivamente para a ocasião.

Serão realizadas duas Sessões Petrobras da Meia-Noite de clássicos do cinema de gênero. Com presenças dos diretores das obras, que conversarão com o público, a Cinemateca Capitólio Petrobras abrigará sessões memoráveis de Holocausto Canibal, de Ruggero Deodato – considerado primeiro found footage do mundo e precursor de sucessos de público bem posteriores, como A Bruxa de Blair e Atividade Paranormal; e Hardware – O Destruidor do Futuro, importante marco do cinema de ficção científica, que alçou à fama repentina o jovem diretor sul-africano Richard Stanley.

O XIII Fantaspoa, dando continuidade à iniciativa de realizar mostra itinerante, realizará sessões gratuitas em cidades gaúchas – principalmente em escolas públicas. A iniciativa, que tem o objetivo de levar a experiência cinematográfica a públicos com pouco acesso a salas de cinema, trata da democratização de cultura e do estímulo ao interesse da apreciação da sétima arte. Também foram pensadas atividades com internos da FASE RS, de forma a estimular o exercício de cidadania dos jovens por meio da cultura.

As salas Cine Santander Cultural e Cinemateca Capitólio Petrobras integrarão a programação do festival. Esta última também abrigará a inédita exposição “Restos”, concebida pelo premiado artista plástico, cineasta e apresentador da série televisiva Cinelab Kapel Furman, com quadros elaborados a partir de sobras de filmagens. E as festas – já tradicionais e esperadas – pontuam a abertura e o encerramento do festival, que ainda terá uma memorável noite com shows das bandas gaúchas Ornitorrincos e Phantom Powers, e da catarinense Os Legais.

Os organizadores João Fleck e Nicolas Tonsho planejaram o XIII Fantaspoa a partir de mais de 2.100 inscrições, o que permitiu a realização de uma seleção de muita qualidade, marcada pela diversidade de olhares e estilos. “Em tempos incertos e de rápidas mudanças como os atuais, percebemos o quanto necessitamos de contadores de histórias: a programação, estimulando um escapismo necessário, prova o poder que o cinema tem de impactar, questionar, instigar e inspirar as pessoas. E por que não?, mudar o mundo."


XIII Fantaspoa – Festival Internacional de Cinema Fantástico de Porto Alegre
De 19 de maio a 04 de junho em Porto Alegre

Patrocínio: Banrisul, Elecnor Renováveis, Ventos do Sul, Petrobras
Co-Patrocínio: Prana Filmes

Direção e Produção: Fantaspoa Produções
Curadoria: João Pedro Fleck e Nicolas Tonsho


Para mais informações, acesse www.fantaspoa.com

Informações para a imprensa:
Bebê baumgarten / bd divulgação
(51) 3028.4201 e 8111.8703

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Pré-estreia de A Mulher Que Se Foi de Lav Diaz



No domingo, dia 14 de maio, às 18h, acontece a pré-estreia de A Mulher Que Se Foi, novo filme do filipino Lav Diaz, vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza de 2016. O valor do ingresso é R$ 16,00, com meia entrada para estudantes e idosos.

A MULHER QUE SE FOI
Direção: Lav Diaz
(2016, 228 minutos)

Horacia passou os últimos 30 anos numa penitenciária feminina. Ex-professora de escola primária, ela leva uma vida tranquila ajudando suas companheiras a praticarem a leitura e a escrita. Quando outra detenta confessa ter cometido o crime original, Horacia é libertada e parte em busca de sua família então distante. Enquanto procura pelo filho desaparecido, Junior, Horacia descobre novamente sua terra natal – as Filipinas do final dos anos 1990 –, apenas para concluir que seus habitantes vivem aterrorizados pela corrupção e sequestros desenfreados. Sua personalidade generosa fica contaminada por sentimentos de vingança. A mulher que se foi recebeu o Leão de Ouro na Mostra de Cinema de Veneza, em 2016.


Roteiro: Lav Diaz Fotografia: Lav Diaz Montagem: Lav Diaz Elenco: Miss Charo Santos-Concio, John Lloyd Cruz, Michael de Mesa, Shamaine Centenera-Buencamino, Nonie Buencamino, Marj Lorico, Mayen Estanero, Romelyn Sale, Lao Rodriguez, Jean Judith Javier, Mae Paner, Kakai Bautista Produção: Ronald Arguelles Título Original: Ang babaeng humayo | The woman who left Classificação indicativa: 12 anos

GRADE DE HORÁRIOS

12 de maio (sexta)
17h – Apesar da Noite
20h – Projeto Raros (Zumbis do Mal, de Willard Huyck e Gloria Katz)

13 de maio (sábado)
17h – Apesar da Noite
19h30 – Twin Peaks: exibição do episódio piloto e debate conduzido pelo site Nonada

14 de maio (domingo)
16h – Sessão da Tarde: Porco Rosso - O Último Herói Romântico
18h – Sessão de pré-estreia de A Mulher Que se Foi, de Lav Diaz

16 de maio (terça)
17h – Apesar da Noite

17 de maio (quarta)
17h – Apesar da Noite

18 de maio (quinta)
17h30 - Twin Peaks: reprise da exibição do episódio piloto

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Sessão da Tarde apresenta clássico de Miyazaki



Na Sessão da Tarde deste domingo, 14 de maio, às 16h, a atração dublada para toda a família na Cinemateca Capitólio Petrobras é Porco Rosso - O Último Herói Romântico, um dos clássicos de Hayao Miyazaki. O valor do ingresso é R$ 10,00, com meia entrada para estudantes, idosos e crianças.  


SESSÃO DA TARDE
Porco Rosso - O Último Herói Romântico
(Kurenai no buta)
92 min., Japão, 1992
Direção: Hayao Miyazaki
Distribuidora: Versátil

Costa do Mar Adriático, início dos anos 1930. Marco Porcellino, mais conhecido como Porco Rosso, é um aviador caçador de recompensas, que luta contra piratas aéreos. Gina, cantora e proprietária do Hotel Adriano, não desiste de tentar convencê-lo de que vale a pena procurar a humanidade, mas Porco resiste a falar do passado e detesta o único vestígio desses tempos – uma fotografia de seu rosto antes de assumir sua nova persona. Uma nostálgica e poética homenagem do mestre da animação japonesa, Hayao Miyazaki, ao universo da aviação, um dos seus temas prediletos. Exibição dublada em HD.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Documentários em pré-estreia





A Cinemateca Capitólio Petrobras recebe duas pré-estreias de documentários produzidos no Rio Grande do Sul. Na quarta-feira, 10 de maio, às 20h, acontece a sessão de Impeachment - O Brasil nas Ruas, de Beto Souza e Paulo Moura. Na quinta-feira, 11 de maio, às 20h, acontece a sessão de O Caso do Homem Errado, de Camila Moraes. O valor do ingresso é R$ 10,00, com meia entrada para estudantes e idosos. 

IMPEACHMENT - O BRASIL NAS RUAS
Direção: Beto Souza e Paulo Moura, 60 min. 2017 

Impeachment – O Brasil nas ruas é um documentário coproduzido e codirigido por Beto Souza (jornalista e cineasta) e Paulo Moura (cientista político e produtor de cinema). O documentário tem a dupla finalidade de registrar para a história, através de cenas colhidas nas ruas por celulares e câmeras dos ativistas, os principais momentos do movimento pelo impeachment, bem como entrevistas com suas principais lideranças. Busca demonstrar, pelos argumentos dos juristas que protagonizaram o pedido bem como de analistas políticos, que o impeachment da ex-presidente Dilma obedeceu a Constituição.

O CASO DO HOMEM ERRADO
DIREÇÃO: Camila de Moraes, 2017

O filme conta a história do jovem operário negro Júlio César de Melo Pinto, que foi executado pela Polícia Militar, nos anos 1980, em Porto Alegre. O crime ganhou notoriedade  após  a imprensa divulgar fotos  de Júlio sendo colocado com vida na viatura e chegar, 37 minutos depois, morto a tiros no hospital.

O filme traz o depoimento de Ronaldo Bernardi, o fotógrafo que fez as imagens que tornaram o caso conhecido, da viúva do operári, Juçara Pinto, e de nomes respeitados da luta pelos direitos humanos e do movimento negro no Brasil. Além do caso que dá título ao filme, a produção discute ainda as mortes de pessoas negras provocadas pela polícia. A Anistia Internacional, inclusive, fala de genocídio da juventude negra devido ao grande número de jovens negros assassinados pelas forças de segurança no País.

O documentário foi produzido de maneira independente pela produtora gaúcha Praça de Filmes e contou com equipamentos de última geração. O filme foi  dirigido por Camila de Moraes, jornalista gaúcha que vive em Salvador.

GRADE DE PROGRAMAÇÃO
09 a 14 de maio de 2017

09 de maio (terça)
17h – Apesar da Noite
20h – Cineclube Academia das Musas (Quando a Mulher se Opõe, de Dorothy Arzner)

10 de maio (quarta)
17h – Apesar da Noite
20h – Sessão de Pré-lançamento de Impeachment: O Brasil nas Ruas, de Beto Souza e Paulo Moura

11 de maio (quinta)
17h – Apesar da Noite
20h – Sessão de Pré-lançamento de O Caso do Homem Errado, de Camila de Moraes
  
12 de maio (sexta)
17h – Apesar da Noite
20h – Projeto Raros (Zumbis do Mal, de Willard Huyck e Gloria Katz)

13 de maio (sábado)
17h – Apesar da Noite
19h30 – Twin Peaks: exibição do episódio piloto e debate conduzido pelo site Nonada

14 de maio (domingo)
16h – Sessão da Tarde: Porco Rosso - O Último Herói Romântico
18h – Sessão de pré-estreia de A Mulher Que se Foi, de Lav Diaz


Twin Peaks em debate



No sábado, 13 de maio, às 19h30, a Cinemateca Capitólio Petrobras apresenta em parceria com o site Nonada uma exibição especial do episódio piloto da primeira temporada de Twin Peaks, inesquecível série de televisão criada por David Lynch e Mark Frost. Após a sessão, acontece um debate organizado pela equipe de jornalistas do site Nonada. O valor do ingresso é R$ 10,00, com meia entrada para idosos e estudantes. 

Episódio Piloto: Northwest Passage
94 min., Estados Unidos, 1990
Direção: David Lynch
Distribuidora: MPLC
A cidade de Twin Peaks é abalada quando o corpo da estudante colegial Laura Palmer é encontrado próximo à margem de um rio. Primeiro episódio da inesquecível série de televisão criada por David Lynch e Mark Frost. Exibição em HD. 

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Zumbis psicodélicos no Projeto Raros



Na sexta-feira, 12 de maio, às 20h, o Projeto Raros exibe na Cinemateca Capitólio Petrobras o filme Zumbis do Mal (Messiah of Evil, 1973, 90 minutos), de Willard Huyck e Gloria Katz. Exibição em HD com legenda em português. Entrada franca. Após a sessão, debate com os pesquisadores Carlos Thomaz Albornoz e Cristian Verardi. Entrada franca.  

PROJETO RAROS
Zumbis do Mal
(Messiah of Evil)
90 min., Estados Unidos, 1973
Direção: Willard Huyck e Gloria Katz


Uma jovem mulher está à procura de seu pai, um artista desaparecido. A viagem leva-a a uma estranha cidade californiana à beira-mar, governada por um misterioso culto de mortos vivos. 

Segundo a atriz Anitra Ford: "filmado em 1971, esse filme era originalmente chamado 'The Second Coming'. Perto do fim das filmagens, os investidores tiraram o dinheiro. Um francês comprou o material bruto, montou e o lançou com o novo título, Messiah of Evil. Em 2003, o British Film Institute definiu a obra como ´uma obra de genialidade cinematográfica dentro do cinema de horror´.

“Filmes que você sempre quis ver ou nem imaginava que existiam”. O slogan do projeto Raros é a sua melhor definição. Iniciado em maio de 2003, o projeto foi concebido com a intenção de apresentar ao público local títulos nunca lançados no circuito exibidor brasileiro ou há muito tempo fora de circulação nos cinemas, procurando reproduzir o espírito das “midnight movies” realizadas em Nova York a partir do final dos anos 1960. Cada filme é apresentado uma única vez, nas noites de sexta-feira, e as sessões são comentadas. Imediatamente acolhido pelos cinéfilos porto-alegrenses, o Raros foi um sucesso instantâneo e logo inspiraria outras iniciativas similares, a mais conhecida delas sendo as Sessões do Comodoro, organizadas pelo saudoso diretor Carlos Reichenbach no Cinesesc de São Paulo. Em 2017, em função da reforma da Usina do Gasômetro, a Cinemateca Capitólio Petrobras passa a receber provisoriamente o projeto Raros.